Como escolher a melhor areia para o meu gato?

Alexandre Faustino 05 Ago, 2019

Há vários tipos de areia para gato atualmente disponíveis no mercado: aglomerante, de sílica, biodegradável, entre outras. Quer o seu gato utilize uma caixa de areia, quer utilize um WC fechado, ou mesmo outro tipo de casa de banho, a areia é indispensável.

Mas escolher a melhor areia para o seu gato não é uma tarefa simples e depende de diversos fatores, tais como o ambiente onde o gato vive, ou as exigências do próprio tutor. Por vezes, a tendência é comprar a mais barata, mas nem sempre é a melhor opção e, a longo prazo, pode sair mais cara.

Os vários tipos de areia para gato

Granulada

areia granulada tem um mineral absorvente mas, quando comparada com outras, é de qualidade mais fraca e tem de ser mudada com bastante frequência: o ideal é trocá-la todos os dias, devido ao pó que liberta e ao facto de não ser eficaz a eliminar odores. É de baixo custo, no entanto, a longo prazo poderá não compensar. Pode ser indicada para os gatos que usem a caixa de areia numa zona arejada, ou mesmo no exterior.

Aglomerante

Quando o gato urina em cima da areia aglomerante, é de imediato formada uma bola que pode remover facilmente da caixa. É formada por argilas, designadas de bentonite, e é de fácil limpeza devido ao aglomerante que se forma quando utilizada. O preço não é demasiado elevado e é indicada para quem vive com mais de um gato. Algumas desvantagens deste produto é que pode libertar algum pó e, ao remover os aglomerados, deve ser reposta em quantidade idêntica.

Sílica

Esta é formada por microcristais e de elevada absorção, ao mesmo tempo que reduz os odores da urina. Quando aparenta uma tonalidade amarelada, é sinal que está na altura de ser trocada. Outro ponto forte da sílica é o facto de não ter pó. No entanto, o preço é mais elevado. Não é totalmente indicada para quem tem mais de um gato, pois tem de ser mudada com maior frequência e, consequentemente, o custo a longo prazo poderá não compensar.

Ecológica

Para os tutores que se preocupam com o ambiente, existem opções mais ecológicas. As areias biodegradáveis, feitas de fibras de madeira e sem qualquer aditivo artificial, podem ser eliminadas na sanita, ou mesmo no jardim ou no quintal, sem prejudicar o meio ambiente. Não produz pó, mas é preciso peneirá-la todos os dias, para remover os dejetos. Outra opção é o papel absorvente, feito de papel reciclado. Esta pode também ser eliminada na sanita, sem ter qualquer impacto no ambiente.

Perfumada

Existem areias com diversos cheiros, que libertam perfume quando o gato a utiliza. Deve ter especial atenção ao optar por uma areia perfumada, pois podem ocorrer alergias, tanto em pessoas como nos animais.

Então qual devo escolher?

Para escolher a areia ideal para o seu gato, deve ter vários fatores em conta. Em primeiro lugar, o número de gatos que tem em casa. Depois, deve também saber a frequência com que ele utiliza a caixa de areia e a frequência com que são removidos os dejetos, ou seja, a disponibilidade que tem para a limpeza da casa de banho do seu gato.

Outro aspeto a ter em conta é a localização da caixa: se está numa zona ventilada ou arejada, no exterior, ou num espaço fechado, dentro de casa. Finalmente, mas não menos importante, as características do gato: o seu animal de estimação pode ser alérgico a determinado tipo de areias. Não mude o tipo de areia do seu gato demasiadas vezes, pois isso poderá levar a que ele comece a rejeitar a caixa de areia e faça as necessidades noutro lugar. Tente perceber a qual ele se adapta melhor.

Seja qual for o produto que escolher, lembre-se que a limpeza da areia e da caixa é de extrema importância, para evitar não só odores desagradáveis, como também a propagação de bactérias e transmissão de doenças.

Como manter o ambiente sempre limpo

Para evitar odores desagradáveis, bem como a transmissão de doenças e propagação de bactérias, é muito importante ter alguns cuidados com a casa de banho do seu gato:

  • Remover os dejetos diariamente: pode utilizar uma pá para WC, indicada para o tipo de areia que escolher (não se esqueça de repor, com areia limpa, a mesma quantidade que foi removida);
  • A areia deve ser totalmente substituída com frequência, sendo que essa regularidade depende sempre da utilização que o seu gato faz da caixa da areia, bem como do número de gatos que a usam;
  • Opte por uma caixa mais alta e com rebordo, para evitar que a areia salte para fora, e pode também colocar um tapete junto à caixa, para evitar que ele leve areias nas patas;
  • Os WC fechados retêm melhor os odores, quando comparados com as caixas tradicionais.

Comentários

Deixe o seu comentário