Causas para a perda de pêlo do cão

Alexandre Faustino 31 Mai, 2019

É normal que o seu cão perca pêlo ao longo do ano uma vez que este é um processo natural que o ajuda a adaptar-se às mudanças climáticas que cada estação proporciona. Os cães perdem ainda pêlo velho ou danificado.

Importa perceber quando é que a queda do pêlo é excessiva e, consequentemente, quando terá de tomar medidas para evitar que a mesma aconteça.

Causas para a queda de pêlo

Por vezes, a queda de pelo poderá ser excessiva para alguns cães e normal para outros. Nos casos em que é excessiva, poderão ser várias as causas:

Troca de pêlo natural

A troca de pêlo nos cães é natural. Este processo é uma forma que este animal tem em facilitar a manutenção da temperatura. Quando há variações climáticas, o cão perde pêlo para ganhar outro mais adequado à estação do ano em que se encontra.

Geralmente os cães têm duas trocas de pêlo por ano: na primavera trocam para um pêlo mais fino e, por isso, mais adequado às altas temperaturas do verão e, no outono, este ciclo inverte-se ganhando o cão um pêlo mais grosso e adequado às necessidades do inverno.

É importante perceber que esta realidade, apesar de ser comum a todos os cães, varia dependendo da zona geográfica onde reside o cão. Em locais onde as estações do ano são menos definidas, os cães podem perder pêlo durante todo o todo, com maior intensidade nalguns meses.

Quando a queda é natural e saudável, ela ocorre no corpo todo do seu animal. Nestes casos, a renovação do pêlo é uniforme e não surgem zonas peladas. Por outro lado, a queda natural não provoca coceira nem feridas.

Se a queda não for generalizada ao corpo todo e o animal acabar por apresentar zonas assimétricas, peladas ou mesmo feridas, as causas podem ser patológicas.

Tipo de raça

Ao contrário do que se possa pensar os cães mais peludos não são os que perdem mais pêlo. Os cães de pêlo curto (e por isso os que dispensam a tosquia) são, por norma, os que perdem mais pêlo ao longo do ano.

Raças como: Pinscher, Whippet, Beagle, Fox Paulistinha, Weimaraner, Pointer, Pug, Labrador, Bulldog Francês, Bulldog Inglês são raças que geralmente tendem a perder muito pêlo, contudo, não são as únicas. Os cães de pêlo médio ou com um pêlo denso como o Pastor Alemão, o Husky Siberiano, o Chow Chow ou o Akita também perdem bastante pêlo.

Já as raças com pêlo mais longo e que precisam de mais cuidados de tosquia, são as que perdem menos pêlo pela casa. Nesta categoria podemos incluir os Poodle, Maltês, Yorkshire, Lhasa Apso, Shih Tzu, Bichon Frisé.

Alergias

As alergias são uma das causas mais comuns para a queda de pêlo dos cães. Há semelhança do ser humano, o cão também manifesta reações alérgicas a determinados alimentos, condições ambientais (como o pólen) ou até mesmo parasitas.

Parasitas

Uma infestação de parasitas como são exemplos as pulgas, carrapatos e ácaros pode dar origem a inflamações, coceira e vermelhidão e, consequentemente, à queda de pêlo ao redor das orelhas, olhos, abdómen e tórax.

Deficiências nutricionais

A alimentação do seu cão é muito importante para o tipo de pêlo que o mesmo apresenta bem como para evitar a queda do mesmo. Uma ração que não seja rica em nutrientes poderá estar na base deste problema.

Por norma, rações ricas em ómega 3 são as mais aconselhadas para ajudar nos problemas de pele e para manter um pêlo bonito.

Causas para a queda do pêlo dos cães

Se tiver dúvidas de qual a ração mais indicada para o seu cão, deve procurar aconselhamento veterinário, por forma a que o mesmo indique o tipo de alimento consoante as caraterísticas do seu animal.

Stress

No caso do ser humano, é comum existir queda de cabelo quando este enfrenta momentos mais agitados. Com os cães, acontece a mesma situação, originando a queda do pêlo. Mudanças, viagens ou perda do tutor são exemplo de situações que poderão deixar o seu cão mais agitado.

Gravidez

Na gravidez, períodos de cio ou no pós parto e amamentação, é comum que haja uma maior queda do pêlo.

Doenças

Há determinadas doenças que poderão ter como um dos sintomas a queda de pêlo, como são exemplo:

  • A doença de cushing consiste na produção elevada de cortisol e tem como um dos sintomas a perda de pêlo, normalmente na zona do flanco;
  • O hipotireoidismo canino é uma das doenças mais comuns nos cães que acontece quando a produção de hormónio é pouco ativa. Esta condição pode ter queda de pêlo como um dos sintomas;
  • Também tumores e doenças imunológicas poderão ser responsáveis por esta situação.

Comentários

Deixe o seu comentário