Quais os melhores cães de guarda e porquê?

Alexandre Faustino 02 Set, 2019

Quando se fala em cão de guarda, automaticamente pensamos em cães de grande porte, com físico robusto e ar feroz, por exemplo, um pastor alemão ou um rottwailer. Mas quando temos um novo membro da família de quatro patas, rapidamente ele se torna no nosso melhor amigo e, por instinto, defende-nos de qualquer perigo, seja ele de que tamanho for. Um cão de raça pinscher, por exemplo, é capaz de fazer tanto ou mais barulho do que um cão de raça pastor alemão, quando, em território próprio, avista um intruso. Mas o pastor alemão, pelo porte que tem, poderá causar maior medo a um intruso que não chegue com as melhores intenções.

Fique a conhecer o temperamento e personalidade de algumas raças de cães de guarda mais comuns. Algumas destas raças são consideradas perigosas ou potencialmente perigosas, por esse motivo, não se esqueça que, se adotar algum deles, terá de respeitar diversas regras. É, por exemplo, obrigatória a licença para detenção de cães perigosos ou potencialmente perigosos, bem como é obrigatório o treino por um treinador certificado pela DGV (Direção-Geral de Alimentação e Veterinária).

De notar ainda que cada cão tem o seu temperamento e, independentemente da raça, as características de uns poderão ser diferentes das de outros semelhantes. O que é impreterível é educar sempre com base no reforço positivo, sem atitudes agressivas, para que seja um cão emocionalmente equilibrado e feliz. Além dos treinos, sendo estes cães de porte grande, precisam de tempo e dedicação em passeios, promovendo a atividade física, para gastar energia e evitar problemas de saúde ou, até, comportamentos agressivos. Só assim serão excelentes cães de guarda e, ao mesmo tempo, cães dóceis, tranquilos e felizes.

Dobermann

Dobermann

O doberman é muito inteligente, fiel e protetor, tendo sido uma raça criada especialmente para proteção. Pode pesar até 45kg, tem muita energia, por isso, odeia estar preso e precisa de bastante atividade física para libertar toda a energia. É uma raça, de modo geral, pacífica, mas muito desconfiada com estranhos, sendo, assim, uma ótima escolha para guarda. Precisa de um tutor de personalidade firme, que tenha paciência para educar sempre com base no reforço positivo, que dê carinho e transmita tranquilidade. Só assim será um cão emocionalmente equilibrado e feliz.

Rottweiler

Rottweiler

O rottweiler é de porte grande e robusto, bastante musculado, sendo considerado, por muitos, uma das melhores raças de cães de guarda. Pode atingir um peso de cerca de 50kg, é muito ágil, tem bastante força e, além de todos os aspetos físicos, é de elevada inteligência, confiança e com um forte instinto de proteção. O cão de raça rottweiler precisa de um dono que saiba educá-lo, desde cachorro, com paciência, sempre com reforços positivos, para que se torne num cão equilibrado e nunca agressivo. Com um treino adequado e muito carinho dos tutores será, certamente, um patudo fiel e um ótimo companheiro.

Pastor alemão

Pastor Alemão

A raça pastor alemão é uma das raças mais comuns de cães de guarda e, além disso, uma das mais utilizadas para trabalho, como acontece nas forças policiais - está sempre preparado para uma sessão de treino e gosta de aprender novos truques. Pode atingir os 45kg de peso, tem um aspeto forte, musculado, com um faro muito apurado e muito ágil. A raça pastor alemão é de personalidade muito territorial, sendo, por isso, um ótimo cão de guarda. Com um treino adequado e com tutores que saibam transmitir tranquilidade, é um cão extremamente protetor e, ao mesmo tempo, carinhoso. O pastor alemão não gosta de estar sozinho durante muito tempo e que precisa de gastar toda a energia que tem.

Bullmastiff

Bullmastiff

O Bullmastiff tem um temperamento dócil, mas muito incisivo quando se trata de proteger a respetiva família, o que o torna num bom cão de guarda. Pode atingir os 60kg de peso, tem o focinho curto e largo, olfato bastante apurado e um personalidade dominante - fica com a zona do crânio enrugada quando está alerta. Devidamente educado desde cedo, é bastante equilibrado, sendo um excelente companheiro para crianças. No entanto, não é indicado que viva num apartamento - precisa de espaço ao ar livre para libertar energia.

Dogue Alemão

Dogue Alemão

O cão de raça Dogue Alemão é, de modo geral, carinhoso e sensível, em especial com crianças. Não é um cão que ladre excessivamente, mas, como cão de guarda, é muito desconfiado com estranhos e tem um grande sentido de proteção do próprio território. Exige uma educação desde cedo e um tutor paciente, que saiba transmitir tranquilidade. Não existindo outra opção, poderá viver num apartamento, caso os tutores tenham a possibilidade de sair com ele diversas vezes e promover a prática de atividade física. O cão de raça dogue alemão pode pesar cerca de 70kg.

Pastor belga

Pastor Belga

O cão de raça pastor belga é de personalidade forte, com um temperamento nervoso e sensível. É um bom cão de guarda, pois cria uma ligação muito forte com o tutor, podendo, por vezes, mostrar alguma agressividade com desconhecidos. O peso corporal poderá rondar, no máximo, os 35kg e precisa de espaço livre e de gastar a muita energia que tem. Não lida bem com temperamentos violentos, por isso, deve ser educado de forma paciente, pacífica e transmitindo sempre tranquilidade.

Dogue Argentino

Dogue Argentino

Os cães de raça dogue argentino são de porte robusto e podem atingir um peso de cerca de 50kg. Tem um temperamento bastante ativo, cheio de energia e coragem. É um cão que não gosta de estar sozinho nem de estar fechado e cria uma forte ligação com o tutor. Não tem por hábito ladrar mas mostra um ar dominante e agressivo com estranhos. É um cão dócil e sensível, pelo que deve ser educado com bastante paciência e com carinho. Por todos estes motivos, será, certamente, um ótimo cão de guarda.

Boxer

Boxer

O boxer é um cão bastante brincalhão, mas que está sempre alerta e em vigia, ou seja, será um excelente cão de guarda e, ao mesmo tempo, um grande companheiro, não só com adultos, como também com crianças.No entanto, precisa de ganhar confiança e, até que isso aconteça, é preciso ter bastante atenção ao comportamento do patudo com crianças. De porte grande e robusto, o peso máximo ronda os 30kg. Tem um ar bastante imponente, sendo muito desconfiado com estranhos. Mas, assim que percebe que esse estranho é amigável, mostra logo boa disposição e vontade de brincar. Se, por outro lado, esse estranho não tiver as melhores intenções junto do próprio território, ou para com a respetiva família, poderá ser agressivo, sempre com o instinto de proteção.

Comentários

Deixe o seu comentário